Coletiva de Maio – Oficina de Arte “Rio Madeira”

Através das artes o homem eterniza sua singularidade e se distingue dos outros animais. Desde os tempos mais remotos o ser humano vem se expressando através de rabiscos e desenhos, deixando registros de grande importância desde as cavernas, o que muito contribuiu para o conhecimento da trajetória humana. Isso afirma que a relação do homem com as artes é literalmente orgânica.

Não importa o material ou a técnica que o artista utilize para criar a sua obra, seja papel, tela, barro, metais, pedra, gesso, madeira, lixo, cimento, tinta, giz, carvão, computador… O artista sempre lança mão da matéria prima que está ao seu alcance e do seu conhecimento técnico para expressar a sua idéia e a sua visão de mundo, exteriorizando o seu pensamento, simbolicamente. Neste ano os artistas decidiram trabalhar as obras de artes utilizando-se do papel como matéria prima e o Rio Madeira como o tema central da oficina.

Coletiva de Maio é um evento anual realizado pelo Governo de Rondônia através da Secretaria de Estado, dos Esportes, da Cultura e do Lazer – SECEL e neste ano está em parceria com a Universidade Livre Fora do Eixo (UNIFdE) e Núcleo de Poéticas Visuais Fora do Eixo em Rondônia. O evento reuni vários artistas, que juntos festejarem o Dia Nacional do Artista Plástico criado em homenagem ao artista José Ferraz de Almeida Júnior (Itú-SP), que nasceu no dia 08 de maio de 1850. Frequentemente aclamado pela historiografia como o precursor da abordagem de temática regionalista, Almeida Júnior introduz assuntos até então inéditos na produção acadêmica brasileira: o amplo destaque conferido a personagens simples e anônimos e a fidedignidade com que retratou a cultura caipira, suprimindo a monumentalidade em voga no ensino artístico oficial em favor de um naturalismo simples e paupável.

Uma contribuição para a valorização do artista plástico, ao mesmo tempo em que é uma oportunizando da comunidade a momentos de lazer cultural, além de contribuir para a democratização da arte, possibilitando a todos os visitantes a experimentação do fazer artístico.

A Oficina “Rio Madeira”

Nesta oficina não cabe ao artista subir o barranco e buscar inspiração em terra firme, mas ater-se ao rio enquanto elemento de pesquisa e fonte de inspiração. Suas canoas, barcos, troncos, prancha de lavar roupa, ouro, ilhas, espelho d’água, banzeiro, correnteza, peixes, botos, enfim, tudo que diz respeito ao rio, inclusive as usinas que estão sendo construidas. Um tema inspirador e ao mesmo tempo intrigante e misterioso, sinuoso e insinuante.

Sobre casafdero

A Casa Fora do Eixo Rondônia, é a junção de agentes que atuam na cultura de Porto Velho e Região Norte, ponto Fora do Eixo.

Publicado em abril 21, 2012, em 2012, Fora do Eixo Rondônia, Poéticas Visuais, Universidade Fora do Eixo e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: