Arquivo da categoria: Coletivo C.A.O.S.

IV Mostra de Cinema da Amazônia em Porto Velho

De 23 a 25 de Maio, Porto Velho recebe a IV Mostra de Cinema da Amazônia – 44 filmes exibidos em 6 capitais da Amazônia e 3 cidades portuguesas.

11505_351425211624302_1481868677_n

A “Mostra de Cinema da Amazônia” é um festival itinerante realizado pelo Instituto Cultural Amazônia Brasil, que utiliza o cinema como ferramenta de educação e comunicação; educação ambiental e intercâmbio cultural entre a Amazônia e o mundo.

O festival que já passou por 14 cidades e 5 países em seus quase 10 anos de existência. Em 2013, acontecerá no Brasil, Europa e Estados Unidos. Resultando em 60 dias de debates, encontros, fóruns e exibições de curtas, médias, longas, documentários e animações de todos os países envolvidos no projeto.

No Brasil a mostra percorrerá as capitais dos estados do Pará, Amazonas, Acre, Rondônia, Amapá e Roraima através de parceria firmada com os coletivos integrantes do Circuito Fora do Eixo.

As exibições ocorreram em teatros, cinemas, escolas, universidades, bibliotecas, fonotecas, videotecas, centros culturais e espaços públicos das cidades envolvidas, de forma gratuita.

Em junho a mostra atravessa o oceano e aporta em Portugal com uma programação que envolve shows musicais, intervenções, exposições e feira gastronômica em 3 cidades portuguesas.

Foram abertas inscrições para produções amazônicas (produzidas e filmadas na Amazônia) no período de 16 de março à 16 de abril de 2013, totalizando mais de 150 filmes inscritos. Após avaliação de uma comissão formada pela equipe de produção da mostra, 44 filmes entre curtas e médias de ficção, documentários e animações foram selecionados para compor a grade de programação.

Em Porto Velho a mostra vai passar na escolas, Estela Araújo Compasso (23), Joaquim Vicente Rondon (23), Maria Izaura (24), Engenheiro Francisco Erse (24) e termina com um debate sobre “Objetivos da Educomunicação para as Políticas Ambientais” no Casa Fora do Eixo Rondônia (25), contemplando todas as zonas da cidade.

Produzida pela Associação Cultura e Arte Organizando o Social em parceria com o Movimento Hip-Hop da Floresta e Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé com apoio do Departamento de Desenvolvimento ao Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Fundação Cultural do Município de Porto Velho.

Programação:

23/05 – 08h às 12h – Escola Estela Araújo Compasso (Abertura, Mostra e Plantio de Mudas)

23/05 – 14h às 18h – Escola Joaquim Vicente Rondon (Mostra e Plantio de Mudas)

24/05 – 08h às 12h – Escola Maria Isaura (Mostra e Plantio de Mudas)

24/05 – 14h às 21h – Escola Eng. Francisco Erse (Mostra e  Encerramento com Show)

25/05 – 18h às 20h – Casa Fora do Eixo Rondônia (Debate “Objetivos da Educomunicação para as Políticas Ambientais”)

Mais informações acesse:

https://www.facebook.com/CasaForaDoEixoRondonia

ENDEREÇO:

Casa Fora do Eixo Rondônia: Travessa do Porto, 25 – Pedrinhas (Sub esquina com AV. Farquar, na rua em frente a CONAB)

Contatos Casa Fora do Eixo Rondônia:

Atendimento

Neila Azevedo dos Anjos (69) 81277044

Suporte

Francilei Dias (69) 93290709

Anúncios

Oficina de Teatro “Corpo, Voz e Espaço” – Universidade Fora do Eixo

Oficina de Teatro “Corpo, Voz e Espaço” – Universidade Fora do Eixo

Corpo, voz e espaço

Em mais uma ação a Universidade Livre Fora do Eixo (UniFdE) em Rondônia, em parceria com Fora do Eixo Letras Rondônia (FEL/RO) e o Palco Fora do Eixo promovem a oficina “Oficina de teatro – corpo, voz e espaço”, com o objetivo de despertar e sensibilizar os atores para interpretações nos espaços de suas atuações. Proporcionar melhor capacidade  de desenvolvimento de habilidades com o corpo, espaço e voz no cenário da cidade.

Carlos Macedo Dias, conhecido como Mado é poeta, ator, diretor teatral e educador Popular e já tem diversas publicações em livros como: Das tripas ao marca passo, Armado se preciso for o poema, Papo de Taberna entre outros. Já no teatro atuou e dirigiu os espetáculos: Estreito BecoEspia PoesiaDiversosTempo bom com Poesias Passageiras.

A oficina é direcionada a atores iniciantes, e disponibilizará até 30 vagas e as inscrições estarão abertas até o dia 26 de Abril de 2012.

Ficha de inscrição

 

Local: Casa de Cultura Ivan Marrocos

Datas da Oficina:

27 de abril 19h ás 21h – Sexta-feira

28 de abril  16h ás 20h – Sábado

29 de abril 16h ás 20h – Domingo

Público: 20 e 30 pessoas.

Taxa: R$ 20,00.

 

 

Conteúdo Programático:

27 de abril (Sexta-feira) – Das 19h às 21h

  • Apresentação dos atores e participantes;
  • Tema da palestra inicial: Construindo o Entendimento.

·

28 de abril (Sábado) – Das 16h às 20h

  • 16h às 17e30h – Trabalhar o corpo a partir da realidade de cada indivíduo;
  • Intervalo de 15 minutos;
  • 17e45h às 20h – Trabalhar o olhar e  a voz através do coletivo.

29  de abril (Domingo) – Das 16h às 20h

  • Montagem de cena.

Compacto.Arte Pré-Grito Rock – Ação Conjunta

Foto: Uill Alves

Com o intuito de interação colaborativa da Imagem com o ambiente comum o núcleo Poéticas Visuais, frente que trabalha com a representação da imagem no Fora do Eixo realizou no último dia 17 de Fevereiro uma intervenção artística.

Compacto. Arte, como forma de influência mútua com o ambiente comum, feita por vários artistas locais realizou um projeto idealizado pelo Coletivo Ser Urbano (São Paulo), onde teve início e já conta com mais de 135 artistas realizando este trabalho por diversos pontos da rede.

Foto: Uill Alves

Foto: Uill Alves

Foto: Uill Alves

Em ação conjunta com artistas plásticos, grafiteiros, escultores, designers, pintores e demais artistas visuais coletivizando para o Grito Rock 2012, os convidados Rita Queiroz, Bototo, João Zoghb, Gilson Castro, Margot Lira, Geraldo Cruz, Heli Chateaubrianv e Gaspar Knyppel fizeram uma intervenção de revitalização da casa, tiveram todo o espaço, tempo e as ferramentas para criar, deixando a casa transformada.

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

O evento teve uma duração de nove horas de produção de arte, música, poesia. A casa ainda contou com debates e apresentação do circuito Fora do Eixo e um espaço para os artistas se integrarem e trocarem experiências e conhecimento. Um momento em que expressaram sua vontade de continuar produzindo, mas que também demonstraram a força para lutar pelo espaço cultural. Além disso, a ação contou com um momento de distração com a apresentação do “Circo Beradélico”, som feito pelos músicos convidados presentes que animaram e inspiraram a todos.

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Os trabalhos foram produtivos, mostrando os talentos que existem dentro da rede e aos que estão conhecendo. Uma forma de interação dentro do Coletivo CAOS para a comunidade artística prestigiar e se sentir motivada a trabalhar e mostrar seus trabalhos.

Foto: Neila Azevedo