Arquivo da categoria: Parceiros

IV Mostra de Cinema da Amazônia em Porto Velho

De 23 a 25 de Maio, Porto Velho recebe a IV Mostra de Cinema da Amazônia – 44 filmes exibidos em 6 capitais da Amazônia e 3 cidades portuguesas.

11505_351425211624302_1481868677_n

A “Mostra de Cinema da Amazônia” é um festival itinerante realizado pelo Instituto Cultural Amazônia Brasil, que utiliza o cinema como ferramenta de educação e comunicação; educação ambiental e intercâmbio cultural entre a Amazônia e o mundo.

O festival que já passou por 14 cidades e 5 países em seus quase 10 anos de existência. Em 2013, acontecerá no Brasil, Europa e Estados Unidos. Resultando em 60 dias de debates, encontros, fóruns e exibições de curtas, médias, longas, documentários e animações de todos os países envolvidos no projeto.

No Brasil a mostra percorrerá as capitais dos estados do Pará, Amazonas, Acre, Rondônia, Amapá e Roraima através de parceria firmada com os coletivos integrantes do Circuito Fora do Eixo.

As exibições ocorreram em teatros, cinemas, escolas, universidades, bibliotecas, fonotecas, videotecas, centros culturais e espaços públicos das cidades envolvidas, de forma gratuita.

Em junho a mostra atravessa o oceano e aporta em Portugal com uma programação que envolve shows musicais, intervenções, exposições e feira gastronômica em 3 cidades portuguesas.

Foram abertas inscrições para produções amazônicas (produzidas e filmadas na Amazônia) no período de 16 de março à 16 de abril de 2013, totalizando mais de 150 filmes inscritos. Após avaliação de uma comissão formada pela equipe de produção da mostra, 44 filmes entre curtas e médias de ficção, documentários e animações foram selecionados para compor a grade de programação.

Em Porto Velho a mostra vai passar na escolas, Estela Araújo Compasso (23), Joaquim Vicente Rondon (23), Maria Izaura (24), Engenheiro Francisco Erse (24) e termina com um debate sobre “Objetivos da Educomunicação para as Políticas Ambientais” no Casa Fora do Eixo Rondônia (25), contemplando todas as zonas da cidade.

Produzida pela Associação Cultura e Arte Organizando o Social em parceria com o Movimento Hip-Hop da Floresta e Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé com apoio do Departamento de Desenvolvimento ao Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Fundação Cultural do Município de Porto Velho.

Programação:

23/05 – 08h às 12h – Escola Estela Araújo Compasso (Abertura, Mostra e Plantio de Mudas)

23/05 – 14h às 18h – Escola Joaquim Vicente Rondon (Mostra e Plantio de Mudas)

24/05 – 08h às 12h – Escola Maria Isaura (Mostra e Plantio de Mudas)

24/05 – 14h às 21h – Escola Eng. Francisco Erse (Mostra e  Encerramento com Show)

25/05 – 18h às 20h – Casa Fora do Eixo Rondônia (Debate “Objetivos da Educomunicação para as Políticas Ambientais”)

Mais informações acesse:

https://www.facebook.com/CasaForaDoEixoRondonia

ENDEREÇO:

Casa Fora do Eixo Rondônia: Travessa do Porto, 25 – Pedrinhas (Sub esquina com AV. Farquar, na rua em frente a CONAB)

Contatos Casa Fora do Eixo Rondônia:

Atendimento

Neila Azevedo dos Anjos (69) 81277044

Suporte

Francilei Dias (69) 93290709

Anúncios

Concurso Logotipo Psicologia-UNIR

O Centro Acadêmico de Psicologia – CAPSI-UNIR abre inscrições para alunos, professores e interessados em participar do Concurso de criação do Logotipo oficial de Psicologia da UNIR.

Os participantes serão avaliados com base na criatividade, originalidade, comunicação, aplicabilidade e elegibilidade da criação. Acesse o regulamento http://bit.ly/Tzawyp

O Vencedor vai receber o prêmio de um celular de 3 chips, um Book fotográfico e um Almoço com acompanhante.

Faça inscrição pelo link: http://bit.ly/Ytj0IM

CARTAZ UNIR FINALIZADO (1)

Oficina de Vídeo – Técnicas de Filmagem

Oficina de Vídeo

A Casa Fora do Eixo Rondônia, campus da Universidade Livre Fora do Eixo na cidade de Porto Velho/RO, recebe a Oficina de Vídeo nos dias 02 e 03 de Fevereiro ministrada pelo fotógrafo e cineasta Ronaldo Nina. O instrutor atua no campo da Arte, Educação, Agroecologia e Tecnologias Sociais.

A atividade abre 20 vagas com a proposta de formação livre no campo da linguagem audiovisual e experimentações na região Norte do Brasil. Os participantes vão aprender a aproveitar o recurso de vídeo da sua câmera, como foco, movimentos, iluminação além de noções básicas de programas para edição.

Currículo Ronaldo Nina

Conteúdo:

-Técnicas de Filmagem com Câmera Fotográfica DSLR

– Convergência Tecnologia

– Como aproveitar o recurso Video de sua Câmera

– Dicas de foco, follow focus, marcação do foco,

– Monitoramento externo (monitor HDMI, VGA USB)

– Movimentos de câmera, câmera na mão, steadycam, grua, traveling. Mostrar imagens dos   mesmos e cenas realizadas, fazer um debate sobre viabilidade dentro da realidade de um fotógrafo.

– WB customizado

– Estilo de Imagem

– Menu de Câmera

– Configuração Áudio: Microfone Externo. Gravador Externo

– Velocidade obturador: relação FPS / Obturador

– Anel conversor Nikon / Canon

– Filtros ND

– Dicas Iluminação, diferença entre still e imagem em movimento

– Noções básicas de programas de edição de vídeo

Informações:

Data: 02 e 03 de Fevereiro

Horário: Sábado – 08h – 12h e 14h – 18h / Domingo 14 – 18h

Valor da inscrição: 100,00 R$

Local: Casa Fora do Eixo – Rondônia

Endereço: Venezuela, 4251 – Embratel (Em frente a Maternidade Municipal)

Inscrição: Formulário, ficha de cadastro dísponivel no site

Material didático: Certificado e DVD (com vídeo-aula e apostilas)

Duração do curso: 12h00

Acesse aqui: Ficha de inscrição

I Encontro Estadual dos Corredores Etnoambientais do Estado de Rondônia

I CORREDOR ETNOAMBIENTAL

Associação de Defesa Etnoambiental – Kanindé e a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental – SEDAM, realizam nos dias 18 e 19 de Dezembro o I Encontro Estadual dos Corredores Etnoambientais do Estado de Rondônia – Construindo a Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais.

O encontro começa a partir das oito (08) horas no Rondon Palace Hotel e conta com a participação do do Sr. Confúcio Ayres Moura – Governador do Estado de Rondônia, Nancy Maria Rodrigues – SEDAM, Almir Narayamoga Suruí – Comitê Nacional de Política Indigenista, Marcos Apurinã – COIAB, Israel Vale – Kanindé e Edjales Benício de Brito – GTA.

Na programação serão debatidos as Perspectivas para implantação das Áreas Protegidas em Rondônia e Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais de Rondônia. Além da constituição de Grupos de Trabalho (Indígenas, Extrativistas e Quilombolas) que fazem parte dos procedimentos metodológicos para fazer a construção do documento da PEPCT.

Programação:

18/12/2012

Manhã:

80:00 – Abertura Solene (cerimonial)

Mesa de Abertura

1. Governador do Estado de Rondônia- Sr. Confúcio Ayres Moura;

2. Secretária da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental-SEDAM-

Srª Nanci Maria Rodrigues;

3. Representante do Comitê Nacional de Política Indigenista-

Sr. Almir NarayamogaSuruí-LabiuayEsaga do Povo Indígena Paiter Suruí;

4. Representante da FUNAI – Joel Oronao;

5. Coordenador Geral da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira- COIAB – Sr. Marcos Apurinã;

6. Coordenador Geral da Kanindé – Israel vale;

7. Representante do GTA- Edjales Benício de Brito.

09:00 – Coquetel

10:00 – Corredores Etnoambientais em Rondônia

Palestrante: Ivaneide Bandeira-Conselheira da Kanindé

Almir Narayamoga Suruír

10:30 – Debate

11:00 – Mesa Redonda “Perspectivas para Implementação das Áreas Protegidas em Rondônia”.

Palestrante: SEDAM/ICMBIO/IBAMA/INCRA E FUNAÍ

11:30 – Debate

12h – Almoço

Tarde

14:00 Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais de Rondônia.

Palestrante: Nanci Rodrigues – Secretária da SEDAM.

14:30 – Debate

15:00 – Lanche

15:30 – Lançamento do Prêmio Cultura Indígena.

Responsável: MINC.

16:30 – Constituição dos Grupos de Trabalho: (Indígenas, extrativistas e quilombolas)

Procedimentos metodológico – Edjales Benício – GTA-RO.

17:00 – Encerramento.

19/12/2012

Manhã:

08:00 as 12:00 – Grupos de Trabalho: (Indígenas, extrativistas e quilombolas)

Analise e sugestões para o texto da PEPCT.

10:00 as 10:30 – Intervalo (Lanche)

12:30 – almoço

Tarde:

14:00 as 17:00 – Plenária final.

17:00 – Lanche

 

Movimento Social da Cultura de Rondônia reúne com Ministra em Brasília

O movimento social da cultura de Rondônia participou na quinta-feira (19) da reunião realizada com a Ministra Marta Suplici em Brasília. O encontro foi uma agenda de construção política onde o Ministério dialogou com representantes das diversas áreas da cultura e ouviu sugestões sobre os desafios da cultura. Participaram representando o Estado, através de uma articulação da Casa Fora do Eixo/RO, Edjales Benício, representante da Kanindé/MHF e o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Emanuel Nery.

Para o secretário, o encontro foi uma agenda muito importante que estabeleceu um espaço para o movimento cultural se posicionar. “O diálogo foi no sentido de debater avanços e caminhos a serem tomados no fortalecimento de toda a rede da cultura” destacou Emanuel Nery.  O secretário diz ainda, que as deliberações do encontro foram muito positivas para Rondônia. “Vamos criar um Fórum de Discussão, através da SECEL com os movimentos sociais, visando ampliar o debate das redes e agentes de cultura”, frisa Emanuel.

Dentre os desafios propostos no encontro estão o pleno funcionamento dos Pontos de Cultura em todo o Brasil, a tramitação do Marco Regulatório, que está no Congresso Nacional, e a expansão do programa Cultura Viva. A ministra afirmou que os Pontos de Cultura têm que ser o marco na sua gestão. Outro ponto destacado pela Ministra Marta é a baixa captação de recursos oriundos da lei Rouanet para os Estados da Região Norte. Segundo Emanuel Neri a ministra solicitou empenho do secretário e se comprometeu e contribuir com a superação deste entrave.

Edjales Benício vê o encontro como uma demonstração de força do movimento social da cultura e mostra que Rondônia está integrada a essa grande articulação nacional. Edjales diz ainda, que o secretário Emanuel Neri foi muito receptivo as propostas dos movimentos sociais e garantiu continuar com as ações positivas da gestão do Chicão e avançar nos pontos que não foram possíveis.

Texto: Assessoria CFDE- RO

 

 

 

Centenário da Estrada de Ferro Madeira Marmoré e Virada Cultural

Image

Na ultima Segunda-feira (01) ocorreu na Estrada de Ferro Madeira Mamoré – EFMM, á festa de aniversário dos 100 anos deste património histórico, e de histórias ele é repleto. A Solenidade teve inicio às 6h com um maravilhoso show de fogos de artifícios, seguido de cinco minutos contínuo de sirene – a mesma que pode ser ouvida todos os dias na EFMM -, centenas de pessoas compareceram ao local de comemoração durante o dia todo, levando alegria, descontração, oferecendo e recebendo diversão. O ato Ecumênico ocorreu às 8h, e às 9h foram abertos os portões dos galpões, quem não conhecia se surpreendeu com as riquezas encontradas ali – tesouros (antigos e novos), artesanato, literatura, e peças de trem: assim, tudo ali para as pessoas verem.

No período da Tarde  houveram varias exposições, entre elas: Feira de Artesanato, Exposição Fotográfica e varal literário; em paralelo com esses ocorriam show musicais no Palco Madeira e um espaço “Contando a Historia da Madeira Mamoré”. No período noturno as apresentações continuavam com todo o vapor com shows musicais, apresentações de artistas regionais e uma deliciosa queima de cascata de fogos.

Image

Nesses cem anos houve muita mudança, em 1907 deram inicio as construções da ferrovia, com intuito de ligar a cidade de Porto Velho á Guajará-mirim, ambas as cidades do Estado de Rondônia. Com o tratado de Petrópolis, o Brasil adquiriu o Estado do Acre, foi necessário criar uma ponte sobre o rio madeira, para que pudesse ser rota de escoamento da borracha que vinha das matas bolivianas e brasileiras, por fim chegando a Porto Velho. 

Construir e manter as obras da Estrada de Ferro Madeira Mamoré foi um trabalho difícil, vários homens e mulheres perderam suas vidas nessa empreitada.  Os acidentes de trabalho eram constantes, em contra partida as doenças tropicais matavam milhares.

 A disputa entre colonizadores e índios se tornou algo constante, e a batalha territorial acirrada: massacre, genocídio generalizado, destruição irreversível de uma cultura primitiva – com fortes indícios de Guerra. Mas com passar dos anos, alianças foram estabelecidas, índios e colonizadores já não disputavam pela terra, trabalhavam em conjunto para o desenvolvimento regional.

 A Estrada de Ferro Madeira Mamoré, foi inaugurada no dia 1º de Agosto de 1912, isso á 100 anos atrás – como viemos salientando durante o texto, para que fique claro.

Image

O evento de ontem serviu para homenagear a EFMM, que tornou símbolo de luta, força de vontade e muita determinação.

 

Texto: Francisco Silva (https://www.facebook.com/SeekeOfMe)

Fotos: Filipe Freitas

Plano de Negócios de Turismo – Povo Indígena

Fora do Eixo participa da entrega do Plano de Turismo dos Povos Indígenas Pykahu-Parintintin e Paiter Suruí

O Fora do Eixo participou de uma agenda de intensas atividades com os povos indígenas durante a entrega do Plano de Negócios de Turismo do Povo Indígena Pykahu-Parintintin da Terra Indígena Nove de Janeiro (Humaitá/AM), apresentado no dia 12 de Julho, e do Povo Indígena Paiter Suruí na Terra Indígena Sete de Setembro (Cacoal/RO), apresentado nos dias 17 e 18 de Julho.

O Fora do Eixo Rondônia através do Clube de Cinema Fora do Eixo estão fazendo um documentário sobre o Plano de Negócios de Turismo nestas terras, abordando o ecoturismo, o qual utiliza de forma sustentável o patrimônio natural e cultural; além de incentivar sua conservação e promover a luta pelo reconhecimento e integração desses territórios.

Os eventos foram realizados pela: Organização do Povo Indígena Parintintin do Amazonas – OPIPAM, Associação Metareilá do Povo Indígena Paiter Surui, Associação de Defesa Etnoambiental – Kanindé e Conservação Estratégica – CSF; como resultado de três anos de pesquisas, discussões participativas, oficinas de formação e levantamentos de campo, com apoio da USAID e Gordon e Betty Moore Foundation.

Durante os eventos, os convidados conheceram e sentiram de perto o modo de vida da cultura indígena, ao participar de seus rituais, realizarem as refeições juntos e dormir nas malocas. Os índios foram muito receptivos, trocando diversas experiências, sonhos e vontades, ressaltando o desejo de preservarem cada vez mais sua cultura, agregando parceiros e colaboradores.

Foram vários desafios encontrados no processo de construção do Plano de Negócio de Turismo, que foram solucionados a partir da construção participativa do mesmo, enfatizando a recepção de turistas como meio para revitalização da cultura indígena.

Fotos: Sérgio P. Cruz

 

 

 

Debate e Construção em Rede de Tecnologias Sociais e Políticas Culturais

A primeira das etapas das regionais do JUNTOS acontece no próximo dia cinco à oito de Junho em Porto Velho. O Fora do Eixo Rondônia, através da parceria do SESC e Kanindé, vão receber mais de 40 convidados, entre produtores, gestores e artistas de diversas regiões do Brasil, e também coletivos e pontos de cultura da Venezuela.

O JUNTOS Amazônia é um evento que demonstra a construção das articulações que o Fora do Eixo Rondônia vem fazendo através de uma relação de aproximação entre agentes culturais, produtores e parceiros. Para debater e construir em rede tecnologias sociais e políticas culturais. Um momento importante para a regional Norte compartilhar as experiências, com trocas e debates em um nivelamento e entendimento de oportunidades, soluções e atuações.

A proposta da programação do evento começa com uma apresentação dos Coletivos e Pontos de Cultura, que irão fazer uma troca de experiências e sistematização de ideias e ferramentas. Facilitando a conexão e o trabalho em rede, com temas que podem ser debatidos em um momento de reuniões livres.

Na abertura acontecerá o lançamento do Circuito Amazônico de Festivais, que debaterá a “Nova cara da música Independente”, servindo como pauta para o Seminário da Música Fora do Eixo que vai acontecer no dia sete de Junho. Construindo um diálogo sobre gestão de carreiras, festivais, micro-rotas, eventos, produções,  levantando pontos positivos e negativos.

Durante os outros dias os debates circularão entre as Frentes Mediadoras do Fora do Eixo, como o Partido da Cultura, Universidade Livre e o Banco Fora do Eixo. Com temas ligados às políticas públicas para a cultura, ferramentas de organização, formação, sistematização e difusão do conhecimento e também no debate e nivelamento sobre a Rio + 20, e a Integração Cultural e Política do Brasil e Venezuela.


Confira a Programação Completa:

05 de Junho –  Terça-Feira – Abertura JUNTOS

09h00 às 12h30 – Local – Centro Cultura/Formação Kanindé

  • [Credenciamento]

  • [Reunião Geral] Apresentação dos Coletivos e Pontos de Cultura e Proposta do Encontro

15h00 às 17h00 – Local – SESC (Quadra)

  • [Reuniões Livres]

15h00 às 17h00  – Local – Faculdade São Lucas  (Auditório)

  • [Evento integrado] Semana do Ativismo Verde – Palestra resíduos – PósTV

17h00 às 18h00 – Local – SESC (Espaço de Vivência)

  • [Programação Artística] CineCAOS, Banquinha de produtos e Discotecagem

  • [Intervenção Artística] “Uma Luz para o Mundo” – Bototo

20h00 às 22h00 – Local – SESC (Teatro 1)

  • [Cerimônial de abertura]

  • Lançamento do Circuito Amazônico de Festivais

  • A Nova Cara da Música Independente

  • PósTV

06 de Junho – Quarta-feira – Frentes Mediadoras (Universidade, Banco, Partido da Cultura)

Mesa #REGULACULTURA-RONDÔNIA

09h00 às 12h30 – Local – Centro Cultura/Formação Kanindé

  • [Universidade Livre Fora do Eixo] – Formação, organização, sistematização e difusão do conhecimento

15h00 às 17h00 – Local – SESC (Cine SESC)

  • [Banco Fora do Eixo] Ferramentas de organização, sistematização e captação de recursos

  • [Forúm de Economia Solidária] Bancos Comunitários, moeda social, Conta Comum

17h00 às 18h00 – Local – SESC (Espaço de Vivência)

  • [Programação Artística] CineCAOS, Banquinha de produtos e Discotecagem

  • [Intervenção Artística]

20h00 às 22h00 – Local – Palácio do Governo (Auditório)

  • [MESA REGULA CULTURA RONDONIA] Partido da Cultura e Políticas Públicas para a Cultura

  • [Encontro] Setorial de #RedesSociosCulturais

07 de Junho – Quinta-feira – Seminário da Música Fora do Eixo

09h00 às 12h30 – Local – Centro Cultura/Formação Kanindé

  • [Reunião geral da Música FdE] Avanços, Pontos Posítivos/Negativos

  • Tags #MusicaFdE #Abrafin #Festivais #F5 #Produções #Eventos #LeCaos

15h00 às 17h00 – Local – SESC (Cine SESC)

  • [Debate Música] Gestão de Carreiras, Agênciamento, Turnê, Micro-Rotas

  • Tags #Artísta Igual Pedreiro #Novas Possibilidades #Nova cara da música Brasileira

17h00 às 18h00 – Local – SESC (Espaço de Vivência)

  • [Programação Artística] CineCAOS, Banquinha de produtos e Discotecagem

  • [Feira de Trocas] Os participantes devem levar bens e/ou serviços para trocar. Valem de alimentos caseiros, roupas, livros e objetos usados , corte de cabelo, massagem e coisas fora do mercado formal.

  • [Intervenção Artística] “O CATADOR” – Bototo

20h00 às 22h00 – Local – SESC (Teatro 1)

  • [Debate Rio + 20]

08 de Junho – Sexta-feira – Coletivos + Pontos de Cultura

09h00 às 12h30 – Local – Centro Cultura/Formação Kanindé

  • [Integração Cultural e Política] Brasil e Venezuela

  • #AméricaLatína #Conexões

15h00 às 17h00 – Local – SESC (Quadra)

  • Reunião de Coletivos e Pontos de Cultura

  • #Parceria #Comunicação #Livre Conhecimento #Redes Sociais #Distribuição #Intercâmbio

17h00 às 18h00 – Local – SESC (Espaço de Vivência)

  • [Programação Artística] – CineCAOS, Banquinha de Produtos, Feira do Sol e Discotecagem

  • Intervenção Planeta Hospício – Bototo

20h00 às 22h00 – Local – SESC

  • Reuniao de Coletivos e Pontos de Cultura

  • #RedesemRede

21h30 às 00h00 – Local -SESC (Espaço de Vivência)

 

 

 

Exposição Coletiva de Maio 2012 – Rio Madeira

A Casa de Cultura Ivan Marrocos deu abertura a exposição “Rio Madeira”, na  sexta-feira (08 de Maio) que está acontecendo até o dia 21 de Maio. Essa é a segunda parte do evento que reuniu artistas para criar e construir obras de forma coletiva e colaborativa em uma oficina que acontece anualmente em Porto Velho.

Na abertura do evento os artistas que mostraram em suas obras o valor do Rio Madeira, também puderam falar em alto e bom tom para a população sobre a vitória em conseguir reunir vários artistas  consagrados, aqueles que ainda estão apenas começando, ou até mesmo quem participou dessa experiência tão rica, de produzir e conviver juntos para conceber essas obras de arte.

João Zoghbi artísta plástico e chargista, falou sobre o significado desse evento, contando que a “Coletiva de Maio fez com que os artistas trabalhassem melhor e saíssem da casca, de seu atelier, e viessem para o mundo mostrar seu trabalho de uma maneira mais simples e mais ousada, trazendo um crescimento espiritual e técnico muito grande, se diferenciando do super ego dos artistas, ficando nivelado e equilibrado. Ainda citou que foi fantástico fazer uma semana de trocas de experiências com todos os artistas e aqueles que estão aspirando serem artistas”.

O evento é uma realização do Governo do Estado através da Secretaria de Estado, Esporte, Cultura e Lazer – SECEL e Casa de Cultura Ivan Marrocos com apoio cultural do Fora do Eixo Rondônia.

Surui Workshop 2012 Training Agenda – Google Earth Outreach

 

 

Equipe de Coservação da Amazônia, a Gamebey e Google Earth Outreach realizam o “Surui Workshop 2012 Training Agenda” de cinco a oito de Maio na Associação Meitareilá do Povo Indígena Suruí que tem como metas ensinar o povo Suruí a mapear seus pontos de referência culturais em Spreadsheet Mapper 3,0.

O Fora do Eixo Rondônia esta acompanhando toda a programação da oficina, que utilizam as plataformas mais usadas pela rede Fora do Eixo e tem por finalidade serem os ingredientes para a criação de um mapa.  A abertura oficial contou com uma mesa de covidados composta por Almir Suruí (Chefe Maior Suruí), Rebecca Moore (Google), Francesco (Padre Franco, Prefeito do Município de Cacoal), Itabira Suruí (Representante do Parlamento Suruí), Naraími Suruí (Representante das Associações Suruí), Dinho Reis (Representante do Governo do Estado e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer – SECEL) e Edimar Freire (Kanindé).

Durante a apresentação a Rebecca (Google) contou a história de como começou o contato da Google com o povo Suruí. Em 2007 o Almir Suruí apareceu na Google e explicou a situação de seu povo e território, mas em vez de pedir ajuda ele sugeriu uma parceria, que juntou a tecnologia da Google com a força da tribo Suruí.

Almir Suruí falou sobre a importância dessa tecnologia para tribo, em função de proteger seu território e contestá-lo quanto a sua ocupação. E sobre as ameaças ao planeta, que é uma luta comum da humanidade, são várias ações do ser humano que não estão sendo aceitas pelo planeta. Existe uma enorme necessidade de consciência do que as pessoas irão deixar para seus filhos e netos.  Uma das soluções para essas ameaças seriam geração de empregos com a economia verde. O povo Suruí está contribuindo com o desenvolvimento sustentável do município, estado e região, e a Google está levando essa mensagem em todos os continentes do mundo. Almir ainda falou sobre a tecnologia em favor da vida humana valorizando a cultura, os seus custos econômicos para chegar às aldeias e o objetivo de que a Google possibilite que a língua do povo Paiter tenha tradução.

A oficina terá continuidade dividindo os participantes em duas turmas, uma que ficará em sala aprendendo a utilizar as ferramentas online e outra que irá buscar informações, para montagem do mapa, com histórias, fotos e vídeos nas aldeias indígenas, que será feito no dia seguinte com todos os participantes. Na programação também haverá um espaço no terceiro dia (08 de Maio) para uma celebração e momento de trocas entre todos, finalizando o dia com um debate que é um preparatório da “Rio + 20” (Conferência das Nações Unidas) mostrando todo esse trabalho que está sendo feito para o Mundo.

Confira a programação completa:

Metas:

   * Ensinar os Suruí como mapear seus pontos de referência culturais em Spreadsheet Mapper 3,0

* Certifique-se o mapa é de 99,9% preenchido com os dados por isso estamos confiantes de que qualquer conteúdo restante será adicionado até 18 de Maio. O conteúdo precisa estar lá antes do Rio +20 . 15 tipos de ícone, 200 pontos;

* Ensinar Surui como usar a mídia (Google Earth , fotos, vídeos ) como uma plataforma boa narrativa .

Formadores:

Raleigh Seamster

Tanya Birch

Sean Askay

David Tryse

Participantes:

Federico (tradutor e jornalista)

Hebert (ECAM treinamentos)

20 Surui participantes

Local:

Laboratório de Computação da Metareila

Agenda:

Maio 3/4: Preparação Federico e Max e quaisquer outros tradutores sobre o conteúdo.

 Dia 1: 05 de maio

08:00-9:00 – Surui viagem via ônibus para Metareila localização oficina

Nove horas – 9:30 – Café da manhã

Dias: 9-12, 2-6

T = Técnicos

S = Indígenas e ajudantes

G = Grupo – todos os participantes

HA = Prática

9:00 – 10:00 G (Rebecca, Tanya)Objetivos da oficina. Visão geral sobre o que vamos aprender nos próximos 3 dias. O foco será sobre Surui Mapa Cultural. Apresentações de todos os participantes – por que você está interessado, o que você espera aprender e sair do treinamento. Pergunte Surui se tiverem idéias para contribuir todo o conteúdo do mapa.
10:00 – 11:00 G – HA (Raleigh)Visão geral do que estamos indo para aprender.Resumo Mapa Cultural (no GE)

Google Docs

Picasa

YouTube

Google Earth

11:00 – 12:00 G – HA (Tanya)Introdução a contas do Google e de partilha de dados na internetpovoindigenapaitersurui@gmail.com : paitersurui

Colocando dados em pen drives de armazenamento de dados (backup)

Conta, Noções básicas do Google

O acesso do público vs limitada através de produtos do Google

12:00 – 2:00 G Pausa para almoço
2:00 – 3:00 G (Tanya)
Divida em grupos técnicos : 8-12 pessoas técnicas de construção do Mapa Cultural , permanecendo os indígenas . Duas câmeras de ir a campo para coleta de foto.
3:00 S O grupo que construiu o mapa volta para terra indígena de ônibus? Transportar ?
2:00 – 3:00 T (Sean)Introdução ao Google SpreadsheetsEditando células , formatando

Compartilhamento e edição colaborativa

Desfazer, revisões

Introdução ao Mapper planilha

Conceito básico: publicar um arquivo KML a partir de uma planilha.

2:00 – 4:30 T (Raleigh, Tanya)MÍDIA FAIXA:Gerenciando fotos e vídeos

A utilização da câmera digital e transferir para o computador

Usando o Picasa para organizar fotos e vídeos no computador local (vs. online)

Como reduzir o tamanho do arquivo de mídia

Upload de fotos para Picasaweb (privado / público)

Carregar vídeos para o Picasaweb e / ou YouTube

Como obter URLs directos para fotos e vídeos para uso em Mapper planilha

4:30 – 5:00 G Discussão de coleta de dados sobre a noite

Logística: Jantar participantes permanecer no hotel durante a noite.

Dia 2: 06 de maio

08:00-9:00 – Surui viagem à oficina

Nove horas – 09:30 horas – café da manhã 

9:30 – 10:00 G (Tanya)Análise do treinamento de ontem
10:00 – 12:30 T (Sean, David)Passos simples para alterar as informações em um balão de marcador .Editar texto

Adicione uma foto

Adicionar um vídeo do YouTube

Publicar o novo mapa

Como ver o mapa no Google Earth e Maps

Noções básicas do Google Earth

Introdução, o que é o Google Earth

Anotação Google Earth

Salvar um arquivo KML

Enviar e-mail um arquivo KML (avançado : hospedá-lo em paiter.org ou docs Google

12:30 – 1:30 G Pausa para almoço
2:00 – 4:30 G Grupo retorna à formação, tendo coletado histórias. Equipes dados de entrada para o Mapa Cultural Surui em Português.
4:30 – 5:00 G Reveja o DiaPlano de introdução de informação Mais no dia 3

Logística: Jantar segue para todos. Os participantes permanecer no hotel durante a noite.

DIA 7: A celebração do (e talvez encontro alguns dados !)

 3 º Dia : 8 de maio

9:00 – 12:00 G Adicionar dados ao Mapa Cultural – Caminhão & Storytelling faixa TechieConcentre-se tempo com Hebert sobre o combate tópicos avançados
12:00 – 1:00 Almoço
1:00 – 3:00 G Surui na trilha vai ensinar outros membros da tribo sobre o que eles aprenderam. Surui na trilha vai contar e dar um exemplo de uma boa história
3:00 – 4:00 G Passeio de brainstorm (Raleigh & David )
4:00 – 4:30 G  Retornando para Seminário

Logística: Transporte leva todos os participantes de volta para as terras indígenas Suruí.

Conteúdo pasta de trabalho:

○        Introdução ao Google Spreadsheets

○         Editando células , formatando

○         Edição de compartilhamento e colaboração

○         Desfazer , as revisões

  • Mapas e Planilhas

○        Passos simples para alterar as informações em um balão de marcador.

○        ■ Editar texto

○        ■ Adicione uma foto

○        ■ Adicionar um vídeo do YouTube

○        ○ Como visualizar marcador no Google Earth e Maps

● As fotos e vídeos de Gerenciamento de:

○ Uso da câmera digital e transferir para o computador

○ Como usar o Picasa para organizar fotos e vídeos no computador local (vs. online)

○ Carregar fotos reduzidos para Picasaweb (privado / público)

○ reduzido vídeos para o Picasaweb e / ou YouTube

○ Como obter URLs directos para fotos e vídeos para uso em Mapper planilha

● Noções básicas do Google Earth

* Introdução, o que é o Google Earth

* ○ Anotação Google Earth

■ Adicionar um marcador

■ Editar texto do balão

■ Adicione uma foto dentro de um balão a partir da web ou de um álbum do Picasa

■ Adicionar um vídeo do YouTube

○ Salvar um arquivo KML

Referências:

Spreadsheet Mapper Tutorial 3,0

Google Spreadsheets Centro de Ajuda ( en & pt )

Cheatsheet : Atualização do Mapa Cultural Surui

● Passo -a-Passo Guia de adicionar conteúdo e editar conteúdo em Surui Cultural Mapa

○ Adicionando Placemark Dados

○ Adicionando uma foto do seu computador ou de um álbum da web do Picasa

○ A publicação da última versão do Mapa

○ Quem contactar se algo der errado