Arquivos do Blog

JUNTOS Amazônia

Economia criativa e artística, mercado cultural, tecnologia social, empreendedorismo, economia solidária e políticas públicas para a cultura.

O JUNTOS Amazônia, encontro de coletivos culturais do Acre, Rondônia, Amazônia, Amapá, Mato Grosso, Roraima e Venezuela, será sediado em Porto Velho/RO. De cinco a oito de Junho acontece uma das maiores ações do Circuito Fora do Eixo, com uma programação de mesas redondas, grupos de discussão e trabalho, reuniões livres e Shows.

O JUNTOS é o maior encontro presencial do Circuito Fora do Eixo, rede que conta com mais de 80 coletivos culturais e representantes em todos os Estados brasileiros, que fazem trocas de tecnologias e conhecimentos cotidianamente, decidindo e trabalhando em ações conjuntas através da internet e ferramentas colaborativas disponíveis neste meio, e é dividido em etapas regionais antes do encontro geral que acontece em dezembro.

Esse encontro presencial surgiu da necessidade de buscar mecanismos que aproximassem os coletivos e acelerassem o processo de construção de projetos e programas em comuns sendo esta a primeira edição das etapas regionais. Definindo diretrizes e metas em um momento de maior intensidade na troca de experiências da rede, nivelando temas e debates, contemplando as demandas dos Pontos da Rede Fora do Eixo e garantindo que a rede continue funcionando de forma  sistêmica, orgânica e rizomática.

O evento vai receber mais de 40 agentes culturais do norte e outras regiões do país, também fazendo a conexão Brasil e Venezuela. Com a participação de convidados e consultores para assessorar na capacitação técnica e conceitual de gestão empreendedora e de inovação, através da realização de debates, mesas e oficinas na área da cultura e seu arranjo produtivo local.

Durante a realização, os participantes terão acesso a uma programação voltada ao conceito de economia solidária, com realização de fórum, debates e feira de trocas. Todo o trabalho sendo traçado em ações em prol do ambiente de forma sustentável. Além disso haverá mostras de cinema, teatro, artes visuais e a  Noite Fora do Eixo de encerramento.

 

 

 

Surui Workshop 2012 Training Agenda – Google Earth Outreach

 

 

Equipe de Coservação da Amazônia, a Gamebey e Google Earth Outreach realizam o “Surui Workshop 2012 Training Agenda” de cinco a oito de Maio na Associação Meitareilá do Povo Indígena Suruí que tem como metas ensinar o povo Suruí a mapear seus pontos de referência culturais em Spreadsheet Mapper 3,0.

O Fora do Eixo Rondônia esta acompanhando toda a programação da oficina, que utilizam as plataformas mais usadas pela rede Fora do Eixo e tem por finalidade serem os ingredientes para a criação de um mapa.  A abertura oficial contou com uma mesa de covidados composta por Almir Suruí (Chefe Maior Suruí), Rebecca Moore (Google), Francesco (Padre Franco, Prefeito do Município de Cacoal), Itabira Suruí (Representante do Parlamento Suruí), Naraími Suruí (Representante das Associações Suruí), Dinho Reis (Representante do Governo do Estado e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer – SECEL) e Edimar Freire (Kanindé).

Durante a apresentação a Rebecca (Google) contou a história de como começou o contato da Google com o povo Suruí. Em 2007 o Almir Suruí apareceu na Google e explicou a situação de seu povo e território, mas em vez de pedir ajuda ele sugeriu uma parceria, que juntou a tecnologia da Google com a força da tribo Suruí.

Almir Suruí falou sobre a importância dessa tecnologia para tribo, em função de proteger seu território e contestá-lo quanto a sua ocupação. E sobre as ameaças ao planeta, que é uma luta comum da humanidade, são várias ações do ser humano que não estão sendo aceitas pelo planeta. Existe uma enorme necessidade de consciência do que as pessoas irão deixar para seus filhos e netos.  Uma das soluções para essas ameaças seriam geração de empregos com a economia verde. O povo Suruí está contribuindo com o desenvolvimento sustentável do município, estado e região, e a Google está levando essa mensagem em todos os continentes do mundo. Almir ainda falou sobre a tecnologia em favor da vida humana valorizando a cultura, os seus custos econômicos para chegar às aldeias e o objetivo de que a Google possibilite que a língua do povo Paiter tenha tradução.

A oficina terá continuidade dividindo os participantes em duas turmas, uma que ficará em sala aprendendo a utilizar as ferramentas online e outra que irá buscar informações, para montagem do mapa, com histórias, fotos e vídeos nas aldeias indígenas, que será feito no dia seguinte com todos os participantes. Na programação também haverá um espaço no terceiro dia (08 de Maio) para uma celebração e momento de trocas entre todos, finalizando o dia com um debate que é um preparatório da “Rio + 20” (Conferência das Nações Unidas) mostrando todo esse trabalho que está sendo feito para o Mundo.

Confira a programação completa:

Metas:

   * Ensinar os Suruí como mapear seus pontos de referência culturais em Spreadsheet Mapper 3,0

* Certifique-se o mapa é de 99,9% preenchido com os dados por isso estamos confiantes de que qualquer conteúdo restante será adicionado até 18 de Maio. O conteúdo precisa estar lá antes do Rio +20 . 15 tipos de ícone, 200 pontos;

* Ensinar Surui como usar a mídia (Google Earth , fotos, vídeos ) como uma plataforma boa narrativa .

Formadores:

Raleigh Seamster

Tanya Birch

Sean Askay

David Tryse

Participantes:

Federico (tradutor e jornalista)

Hebert (ECAM treinamentos)

20 Surui participantes

Local:

Laboratório de Computação da Metareila

Agenda:

Maio 3/4: Preparação Federico e Max e quaisquer outros tradutores sobre o conteúdo.

 Dia 1: 05 de maio

08:00-9:00 – Surui viagem via ônibus para Metareila localização oficina

Nove horas – 9:30 – Café da manhã

Dias: 9-12, 2-6

T = Técnicos

S = Indígenas e ajudantes

G = Grupo – todos os participantes

HA = Prática

9:00 – 10:00 G (Rebecca, Tanya)Objetivos da oficina. Visão geral sobre o que vamos aprender nos próximos 3 dias. O foco será sobre Surui Mapa Cultural. Apresentações de todos os participantes – por que você está interessado, o que você espera aprender e sair do treinamento. Pergunte Surui se tiverem idéias para contribuir todo o conteúdo do mapa.
10:00 – 11:00 G – HA (Raleigh)Visão geral do que estamos indo para aprender.Resumo Mapa Cultural (no GE)

Google Docs

Picasa

YouTube

Google Earth

11:00 – 12:00 G – HA (Tanya)Introdução a contas do Google e de partilha de dados na internetpovoindigenapaitersurui@gmail.com : paitersurui

Colocando dados em pen drives de armazenamento de dados (backup)

Conta, Noções básicas do Google

O acesso do público vs limitada através de produtos do Google

12:00 – 2:00 G Pausa para almoço
2:00 – 3:00 G (Tanya)
Divida em grupos técnicos : 8-12 pessoas técnicas de construção do Mapa Cultural , permanecendo os indígenas . Duas câmeras de ir a campo para coleta de foto.
3:00 S O grupo que construiu o mapa volta para terra indígena de ônibus? Transportar ?
2:00 – 3:00 T (Sean)Introdução ao Google SpreadsheetsEditando células , formatando

Compartilhamento e edição colaborativa

Desfazer, revisões

Introdução ao Mapper planilha

Conceito básico: publicar um arquivo KML a partir de uma planilha.

2:00 – 4:30 T (Raleigh, Tanya)MÍDIA FAIXA:Gerenciando fotos e vídeos

A utilização da câmera digital e transferir para o computador

Usando o Picasa para organizar fotos e vídeos no computador local (vs. online)

Como reduzir o tamanho do arquivo de mídia

Upload de fotos para Picasaweb (privado / público)

Carregar vídeos para o Picasaweb e / ou YouTube

Como obter URLs directos para fotos e vídeos para uso em Mapper planilha

4:30 – 5:00 G Discussão de coleta de dados sobre a noite

Logística: Jantar participantes permanecer no hotel durante a noite.

Dia 2: 06 de maio

08:00-9:00 – Surui viagem à oficina

Nove horas – 09:30 horas – café da manhã 

9:30 – 10:00 G (Tanya)Análise do treinamento de ontem
10:00 – 12:30 T (Sean, David)Passos simples para alterar as informações em um balão de marcador .Editar texto

Adicione uma foto

Adicionar um vídeo do YouTube

Publicar o novo mapa

Como ver o mapa no Google Earth e Maps

Noções básicas do Google Earth

Introdução, o que é o Google Earth

Anotação Google Earth

Salvar um arquivo KML

Enviar e-mail um arquivo KML (avançado : hospedá-lo em paiter.org ou docs Google

12:30 – 1:30 G Pausa para almoço
2:00 – 4:30 G Grupo retorna à formação, tendo coletado histórias. Equipes dados de entrada para o Mapa Cultural Surui em Português.
4:30 – 5:00 G Reveja o DiaPlano de introdução de informação Mais no dia 3

Logística: Jantar segue para todos. Os participantes permanecer no hotel durante a noite.

DIA 7: A celebração do (e talvez encontro alguns dados !)

 3 º Dia : 8 de maio

9:00 – 12:00 G Adicionar dados ao Mapa Cultural – Caminhão & Storytelling faixa TechieConcentre-se tempo com Hebert sobre o combate tópicos avançados
12:00 – 1:00 Almoço
1:00 – 3:00 G Surui na trilha vai ensinar outros membros da tribo sobre o que eles aprenderam. Surui na trilha vai contar e dar um exemplo de uma boa história
3:00 – 4:00 G Passeio de brainstorm (Raleigh & David )
4:00 – 4:30 G  Retornando para Seminário

Logística: Transporte leva todos os participantes de volta para as terras indígenas Suruí.

Conteúdo pasta de trabalho:

○        Introdução ao Google Spreadsheets

○         Editando células , formatando

○         Edição de compartilhamento e colaboração

○         Desfazer , as revisões

  • Mapas e Planilhas

○        Passos simples para alterar as informações em um balão de marcador.

○        ■ Editar texto

○        ■ Adicione uma foto

○        ■ Adicionar um vídeo do YouTube

○        ○ Como visualizar marcador no Google Earth e Maps

● As fotos e vídeos de Gerenciamento de:

○ Uso da câmera digital e transferir para o computador

○ Como usar o Picasa para organizar fotos e vídeos no computador local (vs. online)

○ Carregar fotos reduzidos para Picasaweb (privado / público)

○ reduzido vídeos para o Picasaweb e / ou YouTube

○ Como obter URLs directos para fotos e vídeos para uso em Mapper planilha

● Noções básicas do Google Earth

* Introdução, o que é o Google Earth

* ○ Anotação Google Earth

■ Adicionar um marcador

■ Editar texto do balão

■ Adicione uma foto dentro de um balão a partir da web ou de um álbum do Picasa

■ Adicionar um vídeo do YouTube

○ Salvar um arquivo KML

Referências:

Spreadsheet Mapper Tutorial 3,0

Google Spreadsheets Centro de Ajuda ( en & pt )

Cheatsheet : Atualização do Mapa Cultural Surui

● Passo -a-Passo Guia de adicionar conteúdo e editar conteúdo em Surui Cultural Mapa

○ Adicionando Placemark Dados

○ Adicionando uma foto do seu computador ou de um álbum da web do Picasa

○ A publicação da última versão do Mapa

○ Quem contactar se algo der errado

Semana de Comunicação UNIRON

De 23 a 28 Abril está acontecendo a Semana de Comunicação da Uniron com uma programação de palestras, debates e oficinas. Uma realização dos acadêmicos de Comunicação Social através da agência experimental – UCOM. A Casa Fora do Eixo Rondônia está apoiando o evento, acompanhando a programação e fazendo a cobertura. Uma oportunidade de aprender um pouco mais sobre o mercado local e debater os novos rumos.

A abertura do evento, teve a presença de Paulo Henrique da empresa La Villete – Citroen, Melqui Filetti da Agencia Atos da Mídia, Clayton Pena da Agencia PNA e Beto Gutzmacher da Revista momento que em uma mesa redonda debateram sobre o mercado publicitário local respondendo as dúvidas e colocando em questão os investimentos e necessidades.

O segundo dia de programação teve a participação de Luis Gabriel Medeiros ministrando a palestra “Pesquisa de mercado como ferramenta no processo de decisão: o mercado de pesquisas em Rondônia”. Relatando sobre a experiência em pesquisa de mercado que tem grande importância para indicar investimentos e aceitação de produto/serviço no mercado.

A Suzy Hassem da Comunica Assessoria esteve presente no terceiro dia de programação, ministrando a palestra “Assessoria de Comunicação em Porto Velho”. Começando com perguntas sobre assessoria de imprensa, ela explicou como funciona através de experiências que obteve. Os assuntos geraram em torno do gerenciamento de crises, como ter um bom relacionamento e como um circulo de confiança são necessários para assessoria. No final ela abriu espaço dando oportunidade para os acadêmicos se candidatarem para assessorar na Comunica Assessoria.

A programação continua com:

Dia 26 de Abril – quinta-feira

Tema: Vídeo Documentário – “Garimpo do Bom Presente”

Palestrante: Alex Badra

Dia 27 de Abril – sexta-feira

Tema: Jornalismo e Mídias Sociais.

Palestrante: Fred Perillo

OFICINAS:

Dia 28 de Abril – sábado das 08h às 12h e 14h às 18h – Oficina de Técnicas de Reportagem e TV.

Com: José Gadelha – TV Rondônia.

Dia 28 de Abril – sábado das 08 às 12h e 14h às 18h – Oficina de Fotografia/ Iluminação

Com: Francivan Souza

Dia 28 de abril – sábado das 08h às 12h e 14h às 18h – Oficina de Jornalismo e Mídias Sociais

Com: Fred Perillo

Dia 18 de Abril – sábado – Festa de encerramento.

Texto e Fotos: Neila Azevedo


Coluna Fora do Eixo 364 – Novos pontos na rede.

A Coluna Fora do Eixo 364 surgiu da necessidade de conectar e mobilizar agentes e parceiros integrando-os ao circuito Fora do Eixo. A Casa Fora do Eixo Rondônia visitou três de quatro cidades programadas, já que em Ariquemes houve dificuldade de contato. Cacoal (Coletivo Arcus), Ji-Paraná (Coletivo Interior Alternativo) e Vilhena (Coletivo Ekatu) foram a rota para a pré – produção do Festival Grito Rock, com objetivo de fazer uma organização e integração entre os coletivos atuantes na rede.

Os gestores Marcos Nobre Júnior, Neila Azevedo e Rafael Altomar registraram a viagem com vídeos, fotos e relatos dos encontros, postados nas redes sociais e blog. O intuito foi mostrar como foi o andamento de todo o processo de desenvolvimento e aproveitamento dos envolvidos. Fazendo novas parcerias e encontrando com todos juntos nessas reuniões as soluções para respectivos problemas em trocas de conhecimentos, experiências e vivência. Com o desígnio de desenvolver e difundir a rede Circuito Fora do Eixo dentro do Estado de Rondônia.

A rota foi feita do dia 07 ao dia 12 de fevereiro, contabilizando 105h no total, divididas em 44h em Ji-Paraná, 46h em Cacoal e 15h em Vilhena. São mais de 1.400 km percorridos totalizando 20h na estrada. Foram realizadas sete reuniões nesse período, cinco de mobilização e integração entre os coletivos e duas de apoio e parceria com as fundações culturais. Além disso foram feitas 2 visitas para firmar parcerias e contatos. Com uma quantidade de mais de 106 pessoas envolvidas direta e indiretamente.

Todos os locais que os gestores passaram, tiveram hospedagem solidária e alimentação. Sendo muito bem recebidos nas casas de Raphael Amorim (Interior Alternativo), Fernando Húngaro (Arcus) e Nettu Regert (Ekatu), que abriram suas portas de uma forma que abrigaram não só três gestores, como também uma experiência muito gratificante com base na economia solidária, onde todos trocaram suas experiências, manias, e estimularam uns aos outros.

A coluna conseguiu definir várias questões sobre o Grito Rock e ajudou a estruturar a organização dos coletivos para essa produção que servirá como base dos “novos quadros” e  ainda firmar apoios para o festival. Sem deixar dúvidas de que foi muito proveitosa e todos adquiriram uma experiência que é só começo de um vínculo de muitas outras vivências, imersões e reuniões que estão conectando cada vez mais pessoas. Abrindo possibilidades para novas ideias, para novos caminhos, e estruturação de novos pontos na rede.

Coluna Fora do Eixo 364 – Vilhena

"Reunião Coletivo Ekatu" Foto: Neila Azevedo

Chegando em Vilhena por volta das quatro horas da tarde, Nettu Regert recebeu os gestores da coluna em sua casa, que após um descanso saíram para a reunião com o Coletivo Ekatu, seus colaboradores e parceiros. Com pessoas dispostas a conhecer e clarear mais o conceito sobre o Circuito Fora do Eixo, trocando experiências, conversando sobre a realidade da cultura e movimento social na cidade.

O encontro começou com uma reunião do Clube de Fotografia do coletivo, um movimento que começou agora integrando todos os fotógrafos e agregando as pessoas que querem aprender, discutir e divulgar seus trabalhos, de uma forma que exista o crescimento de todo o grupo. Esses encontros periódicos do Clube, são uma maneira de desenvolver essa e outras cadeias produtivas locais, estimulando cada vez mais pessoas a produzirem.

Após a reunião de fotografia outros convidados de diversas áreas como audiovisual, designer, comunicação, movimento social, meio ambiente e interessados por cultura fizeram uma troca de experiências e apresentação de seus trabalhos, como uma forma de integrar aqueles que ainda não se conheciam e criar uma dimensão de possibilidades.

Foto: Neila Azevedo

Em uma conversa madura e rica de conhecimentos, a reunião teve continuidade com uma apresentação do circuito Fora do Eixo,  os gestores não só explicaram como também fizeram um breve relato de seus trabalhos dentro da rede, demonstrando que o trabalho em coletivo rende muito mais, seja de forma econômica, seja de realização profissional, como também de forma de vida. “Vivendo para trabalhar e trabalhando para viver”, é a frase que define o que os gestores tentaram passar. A coluna teve o propósito de reunir e integrar novos agentes na rede, e visualizar esse trabalho no próximo grande evento que é o Grito Rock 2012.

Desenvolver as campanhas do festival, divisão de frentes de trabalho e sistematização de ferramentas são os primeiros passos para essa produção e realização. A mobilização para isso, foi repleta de muitas trocas entre todos, um momento de construção, de mudança e aprimoramento.

Foto: Neila Azevedo

O encontro acabou após a exibição de um vídeo do Festival Fora do Eixo, mostrando um pouco da dimensão desse trabalho. Com relatos de produtores e artistas de como foi o crescimento da rede e como se potencializou, fazendo com que isso se difundisse chegando até aquele momento na reunião, muito proveitoso e estimulante pra todos.

Texto:  Neila Azevedo

Reunião, Produção e Lazer!

Final de semana chegou, mas o trabalho não parou, sábado, dia 07, a Casa fora do Eixo Rondônia, recebeu a ilustre presença do Secretário Francisco Leilson – SECEL,  Nettu, do Coletivo Ekatu de Vilhena, que já estava hospedado há 03 dias na casa, participando das reuniões que definirão o Grito do Rock, as micro-rotas de formação, vivência, e circulação de bandas e artistas do Estado. Todos sentaram a mesa para mais uma reunião, onde foram debatidos assuntos como planejamento, ações, editais e comunicação, para esse ano de 2012.


Gaspar, Marcos, Chicão e Nettu

A reunião também teve o intuito de apresentação dos trabalhos feitos pela SECEL e pelas instituições presentes, ajudando a solucionar questões, na cultura e esporte, pensando em formações necessárias, e novas alternativas para os problemas que surgem.

No mesmo dia, enquanto acontecia à reunião, outra turma da casa, já estava fazendo a produção do evento BERA NIGHT que aconteceu na Casa Batkaverna. A turma montou o som, os equipamentos para o Clube de Cinema – CDC, e o chek-list de tudo que precisava para a noite. O evento começou às 22h, com a Discotecagem feita pelo Felipe Freitas, esquentando a noite, e a exibição de Filmes, mostrando um pouco de como foi o IV Congresso Fora do Eixo, além de muitos outros vídeos produzidos pelo CDC.  Às 23h30 a casa já estava lotada, todos na expectativa, Merda Seca, subiu ao palco, banda que tem 10 anos de existência, que como eles mesmos definem “tem um estilo de hardcore seco e tosco”, formada pelo Marcuse na guitarra e Pablo na bateria. Após, chegou à vez da Vida Durian, que na verdade são os meninos da banda Wari que juntos com o Caíque de (GO), ensaiaram no estúdio LECAOS durante a semana, preparando o show pra galera. A Wari ultima atração da noite, com Felipe no contra-baixo, Tanous na bateria e Gilberto na guitarra e vocal, tocaram um som  de qualidade com influências alternativas. A noite acabou com o público pedindo mais, parece que a cidade está com sede de música boa, e o Coletivo C.A.O.S. está preparando muitas outras surpresas nesse mês de férias e uma ótima programação durante o ano.

Pra terminar o final de semana com chave de ouro, nada melhor que o “Domingo na Casa”, com alguns convidados e após um jantar delicioso, começou a sessão de cinema ao ar livre, com tapetes e pufs no chão, todos se acomodaram e acompanharam os filmes “Apolo 18” e “Curtindo a Vida Adoidado”, que foram escolhidos pela maioria em votação. Entre vários lanchinhos, músicas e brincadeiras, o domingo terminou bem descontraído, pra semana começar cheia de força.





Foto: Luana Lopes

Texto: Neila Azevedo

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia

Ruídos Diversos

Flávio Dutka
O ano 2012 começou cheio de inspiração com a linda exposição“Como desenhar Botos” do artista Flávio Dutka, na casa Ivan Marrocos. Dandocontinuação a esse “ar artístico”, os artistas e poetas Binho, Mado e Elizeu,juntamente com Rinaldo Santos na sonora, criaram e produziram um evento para rompero silêncio desse começo de ano, mostrando a população de Porto Velho que essaspequenas intervenções fazem diferença pra nossa cultura, e são necessárias paraenvolver, inspirar e motivar a continuação desse e de novos lindos trabalho.
A noite de 06 de janeiro começou com uma breve apresentaçãodo Mado, que pediu de uma forma bem diferente do comum que todos fizessemsilêncio! Após sua breve interpretação os poetas tocaram a energia do local,fazendo a platéia participar, com repetições de frases, palavras e ruídos.
Asonora do Rinaldo trouxe emoção na interpretação dos poemas, envolvendo opúblico que acompanhava atenciosamente.  Aapresentação terminou quando novamente Mado continuou sua interpretação atravésdos movimentos que fazia com o corpo e suas emoções faciais conforme o som quesaía do vinil. Além disso, várias pessoas participaram da brincadeira pintandoos quadros do Dutka, em uma forma descontraída, com lápis de cor, sentados no chão,onde várias crianças também deixaram sua arte. Por fim nada melhor que umabraço coletivo no homenageado Dutka, que recebeu todos de braços abertos comum montão de apertos de uma só vez, com a noite linda e emocionante ele expôsseus sentimentos de agradecimento a todos.
Fotos: Luana Lopes

Texto: Neila Azevedo

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia

2012 – Trabalho e Planejamento

Nosso ano já começou bem antes de soltarem os fogos deartifício, já que em 2011 tomamos decisões pesadas quanto a nossa posição noCircuito Fora do Eixo. Chegamos ao IV Congresso Fora do Eixo em peso, 16 colaboradoresdo Coletivo Cultura e Arte Organizando o Social – C.A.O.S.  presentes, dispostos a participarintegralmente de todos os debates, reuniões livres, seminários e oficinas, alémde participar da produção, contribuindo com o trabalho durante o Congresso.Marcos Nobre Júnior, Gaspar Knyppel, Gracildo Júnior e Thiago Maziero chegarama Casa Fora do Eixo São Paulo no dia 05 de dezembro, e já entraram no ritmo, etodos os outros gestores pousaram na casa dia 10, muito felizes por estarfazendo parte, buscando trocar, vivenciar e aprender.
Fora do Eixo – Regional Norte
No dia 23 de dezembrovoltamos pra Casa Fora do Eixo Rondônia, emocionados, e cheios de energia para continuar com todaforça e velocidade o nosso trabalho, amadurecidos e cheios de ideiasnão tivemos nem tempo para o natal em família, pois a partir daí, começamosnosso planejamento anual, “2012 já estava acontecendo”, era nosso pensamento. Avirada do ano chegou com os “Amigos do CAOS Especial 2012”, o evento foi umsucesso, além das atrações musicais, tivemos o Compacto Arte e o Clube deCinema exibindo filmes, uma noite linda, repleta de arte.
Durante essas duas semanas, fizemos uma imersão deplanejamento e organização das Frentes de trabalho do Coletivo, além de váriasreuniões que ajudaram a definir nossas ações durante o ano. Tivemos algumas reuniões que foram bem importantes, como a do Banco, onde estava presente oMHF, que fomentaram a criação de um Banco Comunitário e nossa moeda, tambémtivemos uma reunião do PCULT, fazendo um balanço de como foi 2011, sobre oplanejamento de como iremos agir em 2012, quem são nossos parceiros políticos ea luta do Movimento Regula Cultura Rondônia.
Trabalhamos várias questões organizacionais, como nossoOrganograma de divisão de frentes de trabalho, e nosso fluxograma de comotrabalhamos dentro dessas frentes. O ano só está começando e o trabalho écontínuo, nossas conquistas são diárias, aprendemos uns com os outros, vivemosem coletivo, e promovemos a cultura, ainda virão muitas vitórias.
Texto: Neila Azevedo

Norte – IV Congresso Fora do Eixo

Falando doNorte com uma perspectiva de Rondônia, o Fora do Eixo veio sendo entendido e seposicionando a cada novo ponto que se estruturava no Coletivo C.A.O.S. quenesse ano se agarrou forte a idéia de melhorar o dinamismo dos agentesculturais, e aumentar a troca entre a região Norte. Com vivências, participaçãode cursos livres, promovendo oficinas e reuniões. Isso foi aumentando a força ea comunicação entre os coletivos da região, fortalecendo a ideia que énecessário que existam parcerias, troca de serviços, incentivo e reconhecimentode trabalho, mostrando que todos são produtores culturais. E essa troca queestá acontecendo vai ser fundamental para a estrutura de ações em 2012, pois aproposta é fazer uma agenda que inclua todos os coletivos da região nortefazendo estágios e proporcionando cursos de formação dentro dos festivais e daagenda. Outro ponto que ajudou a entender e colocar as idéias no eixo foi omovimento Regula Cultura Rondônia, que através de encontros e assembléiasestruturou o plano municipal de cultura que já foi regulamentando.
Além disso,está havendo uma grande articulação em relação à Casa Fora do Eixo Rondônia, queesta tomando forma, sendo administrada, encontrando meios para sustentabilidadeatravés de agenda de projetos e eventos produzidos pelo coletivo,  ligadosa música, literatura, arte e comunicação. A ideia é fortalecer tudo isso cadavez mais, construindo um melhor entendimento entre os agentes culturais. Essase outras questões estão sendo pontos chaves entre os coletivos da região Norte,que através de reuniões vem encontrando soluções e parcerias.

Acompanhe:

http://congresso.foradoeixo.org.br/

http://www.livestream.com/tvforadoeixo

http://www.flickr.com/photos/foradoeixo

Texto e Fotos: Neila Azevedo

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia

IV Congresso Fora do Eixo – São Paulo

O primeiro dia do Congresso marca a chegada das caravanas e o credenciamento dos mais diversos estados do país, das 163 cidades e dos mais de 10 países que participarão desse grande encontro. O objetivo nesse dia é criar um ambiente favorável para a conexão e o contato entre esses congressistas, com reuniões livres, intervenções artísticas, debates, transmissões ao vivo, entrevistas e uma constante ouvidoria que possibilite que todos deem sugestões sobre a programação e o conteúdo dos dias seguintes. Os “facilitadores” do Congresso FDE estarão à disposição logo na chegada de cada congressista à Casa FDE SP!





O Coletivo C.A.O.S. está presente, participando de diversas atividades, fazendo transmissão, fazendo imagens, e edição de vídeos, além de criar, aprender,  e ajudar a construir e estruturar. Absorvendo diversas informações, vivenciando esses dias da melhor forma, sempre fazendo uma troca com os congressistas, comunicando e secretariando. Muita coisa acontecendo, e todos com disposição de transformar esse encontro para melhorar e colocar as ideias no eixo, transformando a atuação do Coletivo em diversas áreas.





Acompanhe:
http://www.livestream.com/tvforadoeixo

http://congresso.foradoeixo.org.br/

Texto e Fotos: Neila Azevedo

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia