Arquivos do Blog

Exposição Coletiva de Maio 2012 – Rio Madeira

A Casa de Cultura Ivan Marrocos deu abertura a exposição “Rio Madeira”, na  sexta-feira (08 de Maio) que está acontecendo até o dia 21 de Maio. Essa é a segunda parte do evento que reuniu artistas para criar e construir obras de forma coletiva e colaborativa em uma oficina que acontece anualmente em Porto Velho.

Na abertura do evento os artistas que mostraram em suas obras o valor do Rio Madeira, também puderam falar em alto e bom tom para a população sobre a vitória em conseguir reunir vários artistas  consagrados, aqueles que ainda estão apenas começando, ou até mesmo quem participou dessa experiência tão rica, de produzir e conviver juntos para conceber essas obras de arte.

João Zoghbi artísta plástico e chargista, falou sobre o significado desse evento, contando que a “Coletiva de Maio fez com que os artistas trabalhassem melhor e saíssem da casca, de seu atelier, e viessem para o mundo mostrar seu trabalho de uma maneira mais simples e mais ousada, trazendo um crescimento espiritual e técnico muito grande, se diferenciando do super ego dos artistas, ficando nivelado e equilibrado. Ainda citou que foi fantástico fazer uma semana de trocas de experiências com todos os artistas e aqueles que estão aspirando serem artistas”.

O evento é uma realização do Governo do Estado através da Secretaria de Estado, Esporte, Cultura e Lazer – SECEL e Casa de Cultura Ivan Marrocos com apoio cultural do Fora do Eixo Rondônia.

Anúncios

[UniFdE] Oficina “Coletiva de Maio 2012”

A Casa de Cultura Ivan Marrocos abriu as portas para a abertura da “Coletiva de Maio” (27 de Abril), evento anual realizado pelo Governo de Rondônia através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer – SECEL. Neste ano está acontecendo em parceria com a Universidade Livre Fora do Eixo (UNIFdE) e o Núcleo de Poéticas Visuais Fora do Eixo em Rondônia.

Reunindo diferentes artistas que trabalharão em coletivo por uma semana (27 a 04 de Maio), criando e vivenciando esta experiência. O tema da oficina este ano é o “Rio Madeira” e a conversa inicial se deu em uma apresentação de todos participantes, que foram sugerindo e debatendo ideias, discutidas como critério para a criação das obras de forma coletiva e a escolha das Obras que estarão em exposição (08 a 21 de Maio).

A ideia é trabalhar com a inspiração do Rio e de tudo que ele envolve, desde seu barranco, os beradeiros, barcos, pesca, a cultura e todas as questões em que ele se encontra ultimamente. Os materiais usados seguem o mesmo conceito, os artistas decidiram trabalhar as obras de artes utilizando-se do papel como matéria prima e o Rio Madeira como o tema central da oficina. Fazendo a reutilização, minimizando o que corriqueiramente vai tem seu destino final nas margens ou no próprio rio, colaborando com o meio ambiente e preservando essa natureza.

Coletiva de Maio – Oficina de Arte “Rio Madeira”

Através das artes o homem eterniza sua singularidade e se distingue dos outros animais. Desde os tempos mais remotos o ser humano vem se expressando através de rabiscos e desenhos, deixando registros de grande importância desde as cavernas, o que muito contribuiu para o conhecimento da trajetória humana. Isso afirma que a relação do homem com as artes é literalmente orgânica.

Não importa o material ou a técnica que o artista utilize para criar a sua obra, seja papel, tela, barro, metais, pedra, gesso, madeira, lixo, cimento, tinta, giz, carvão, computador… O artista sempre lança mão da matéria prima que está ao seu alcance e do seu conhecimento técnico para expressar a sua idéia e a sua visão de mundo, exteriorizando o seu pensamento, simbolicamente. Neste ano os artistas decidiram trabalhar as obras de artes utilizando-se do papel como matéria prima e o Rio Madeira como o tema central da oficina.

Coletiva de Maio é um evento anual realizado pelo Governo de Rondônia através da Secretaria de Estado, dos Esportes, da Cultura e do Lazer – SECEL e neste ano está em parceria com a Universidade Livre Fora do Eixo (UNIFdE) e Núcleo de Poéticas Visuais Fora do Eixo em Rondônia. O evento reuni vários artistas, que juntos festejarem o Dia Nacional do Artista Plástico criado em homenagem ao artista José Ferraz de Almeida Júnior (Itú-SP), que nasceu no dia 08 de maio de 1850. Frequentemente aclamado pela historiografia como o precursor da abordagem de temática regionalista, Almeida Júnior introduz assuntos até então inéditos na produção acadêmica brasileira: o amplo destaque conferido a personagens simples e anônimos e a fidedignidade com que retratou a cultura caipira, suprimindo a monumentalidade em voga no ensino artístico oficial em favor de um naturalismo simples e paupável.

Uma contribuição para a valorização do artista plástico, ao mesmo tempo em que é uma oportunizando da comunidade a momentos de lazer cultural, além de contribuir para a democratização da arte, possibilitando a todos os visitantes a experimentação do fazer artístico.

A Oficina “Rio Madeira”

Nesta oficina não cabe ao artista subir o barranco e buscar inspiração em terra firme, mas ater-se ao rio enquanto elemento de pesquisa e fonte de inspiração. Suas canoas, barcos, troncos, prancha de lavar roupa, ouro, ilhas, espelho d’água, banzeiro, correnteza, peixes, botos, enfim, tudo que diz respeito ao rio, inclusive as usinas que estão sendo construidas. Um tema inspirador e ao mesmo tempo intrigante e misterioso, sinuoso e insinuante.

Compacto.Arte Pré-Grito Rock – Ação Conjunta

Foto: Uill Alves

Com o intuito de interação colaborativa da Imagem com o ambiente comum o núcleo Poéticas Visuais, frente que trabalha com a representação da imagem no Fora do Eixo realizou no último dia 17 de Fevereiro uma intervenção artística.

Compacto. Arte, como forma de influência mútua com o ambiente comum, feita por vários artistas locais realizou um projeto idealizado pelo Coletivo Ser Urbano (São Paulo), onde teve início e já conta com mais de 135 artistas realizando este trabalho por diversos pontos da rede.

Foto: Uill Alves

Foto: Uill Alves

Foto: Uill Alves

Em ação conjunta com artistas plásticos, grafiteiros, escultores, designers, pintores e demais artistas visuais coletivizando para o Grito Rock 2012, os convidados Rita Queiroz, Bototo, João Zoghb, Gilson Castro, Margot Lira, Geraldo Cruz, Heli Chateaubrianv e Gaspar Knyppel fizeram uma intervenção de revitalização da casa, tiveram todo o espaço, tempo e as ferramentas para criar, deixando a casa transformada.

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

O evento teve uma duração de nove horas de produção de arte, música, poesia. A casa ainda contou com debates e apresentação do circuito Fora do Eixo e um espaço para os artistas se integrarem e trocarem experiências e conhecimento. Um momento em que expressaram sua vontade de continuar produzindo, mas que também demonstraram a força para lutar pelo espaço cultural. Além disso, a ação contou com um momento de distração com a apresentação do “Circo Beradélico”, som feito pelos músicos convidados presentes que animaram e inspiraram a todos.

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Foto: Neila Azevedo

Os trabalhos foram produtivos, mostrando os talentos que existem dentro da rede e aos que estão conhecendo. Uma forma de interação dentro do Coletivo CAOS para a comunidade artística prestigiar e se sentir motivada a trabalhar e mostrar seus trabalhos.

Foto: Neila Azevedo

Compacto.Arte – Pré Grito Rock 2012 Porto Velho

Arte: Gaspar Knyppel e Thiago Maziero

 

O núcleo Poéticas Visuais da Casa Fora do Eixo Rondônia, frente que trabalha com a imagem no Fora do Eixo – vai realizar um Compacto.Arte, como forma de interação colaborativa da imagem com o ambiente comum. Composta por intervenções visuais, o projeto foi idealizado pelo Coletivo Ser Urbano e teve início na Casa Fora do Eixo São Paulo, onde já há intervenções de 135 artistas, e hoje é realizado por diversos pontos da rede.

Em uma ação pré Grito Rock 2012, artistas plásticos, grafiteiros, escultores, designers, pintores e demais artistas visuais foram convidados para uma intervenção que revitalizará a casa, formando um painel cultural. Além disso a noite terá uma programação com uma mesa de debates com o tema “Fora do Eixo” para que os artistas e convidados possam conhecer a rede. Contará também com uma apresentação do “Circo Beradélico” fazendo um som animando os convidados, e exibição de filmes pelo Clube de Cinema – CDC. Para participar desse evento, entre em contato, enviando um email para o núcleo de comunicação:

neila.coletivocaos@gmail.com

gaspar.coletivocaos@gmail.com