Arquivo mensal: outubro 2011

Conferência Estadual de Juventude – Rondônia

Veja como se deu o processo de construção e organização da Conferência Estadual de Juventude – Rondônia.
Anúncios

Curso de Cobertura Colaborativa

No Festival Até o Tucupi 2011 Engrossando o Caldo, Manaus-AM, está acontecendo também o curso de Cobertura Colaborativa com Flávio Charchar. O Coletivo C.A.O.S, está acompanhando e participando do curso, que no primeiro dia, 25, abordou o assunto sobre a evolução das mídias no meio cultural, e os equipamentos utilizados para gravação audiovisual.

Vários exemplos de formas diferentes de utilizar vídeos, foram passados no segundo dia, onde cada coletivo da rede do Circuito Fora do Eixo, tem um conceito próprio na criação e produção, como o Coletivo Cultura e Arte Organizando o Social – C.A.O.S, que utiliza vinhetas de músicos e artistas em festivais, uma forma inusitada que chamou atenção. E o Coletivo Difusão, que produzem vídeos utilizando somente imagens e trilha sonora, de forma bem dinâmica.
Foram assistidos vídeos, que são exemplos do que pode ser produzido, dentro de um festival, como parte colaborativa. A Coluna Presley http://bit.ly/sG9XP7, que proporciona novos encontros entre agentes e parceiros Fora do Eixo, é um exemplo, ela mostra diários de bordo dos colaboradores durante suas viagens e seu dia-dia de trabalho. Essa é uma ideia para fazer isso no festival, quem for estagiar, na parte prática do curso, pode colaborar dessa forma, e onde à galera da produção for, fotografando, filmando e fazendo cobertura do festival, são momentos interessantes para serem registrados, que depois de editados, formam uma vitrine do que está sendo produzido.


Confira:

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia

Festival Até o Tucupi 2011 Engrossando o Caldo

Nesta terça, 25 de outubro, começou um dos cursos livres do Festival Até o Tucupi – Engrossando o Caldo, em Manaus – AM, que está na sua quinta edição, e vai até o dia 05 de novembro. O Coletivo Cultura e Arte Organizando o Social – C.A.O.S está presente, participando dos cursos, da vivência e experiência. Também irá atuar ministrando a Oficina de Web Rádio com Rafael Altomar e Marcos Nobre, que vai acontecer no dia 1°. Além de ter como atração o show da banda Beradelia dia 04.
O festival teve sua primeira edição em abril de 2007, mobilizando em torno de 50 artistas, com a proposta de ocupação de espaços em ócio. Sendo um festival de música, ele também propõe novos parâmetros de produção utilizando uma programação de cursos livres, oficinas e seminários. Produzido anualmente pelo Coletivo Difusão e vinculado ao Circuito Fora do Eixo, foca em valorizar produções artísticas realizadas no Amazonas e promover intercâmbio entre os agentes culturais de outras regiões do país.
Neste primeiro dia o curso de Produção e Gestão Cultural, com Thais Andrade ministrando, começou com um “super fôlego”, foi feito uma introdução de tudo que envolve uma gestão cultural, como o Plano Nacional de Cultura – PNC, Economia da Cultura, Sustentabilidade, Economia Solidária, Circuito Fora do Eixo e sobre o Empreendedor individual.
A idéia principal é envolver todos esses assuntos, de modo que mostrasse o trabalho de um Gestor Cultural, que sem salário fixo, é necessário encontrar soluções. Mudando o conceito de concorrência para a parceria, fazendo produção por meio de trocas, serviços, uma sistematização feita através da “moeda social”, como exemplo de uma banda tocando em um festival, mas que vai recebendo em troca o conhecimento, visibilidade, e às vezes até outros serviços como gravação em estúdio, entre outros. Trata-se de arriscar-se, e para consolidar um futuro é necessário ser um administrador, utilizando parceiros, pois o que move os gestores e a produção cultural são as trocas de conhecimento e tecnologia.
Programação:

Aprovado o Sistema Municipal de Cultura

Mais um dia importante para a cultura…

No início da noite de hoje, segunda-feira dia 24 de outubro, o Sistema Municipal de Cultura foi aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores em Porto Velho/RO.
Vamos que vamos…

Rondônia a cada dia que passa, vai se fortalecendo. Ficamos muito felizes em fazer parte dessa construção.
A semana começa com ótima notícia! 

#pcult-ro #RegulaCultura Rondônia
( fotos por: Bill Marques)
 

Terça da Poesia Embriagada

Um clima embriagado ficou marcado na noite de terça-feira, 18, na Cantina do Porto. A Confraria Poética, representante do Fora do Eixo Letras – Ponto de Linguagem Literária do Coletivo C.A.O.S., fez um show de interpretações, com direito a cenário e trilha sonora.

Com o tema Poesia embriagada, nada mais que conveniente, falar de vinho e mulheres, lembrando autores como Manuel Bandeira e Baudelaire.  Sem esquecer-se de mencionar a psicodelia do som viajante de Raony e as Testemunhas de Giovani, que inovaram a forma das trilhas sonoras acompanhando o ritmo da apresentação.

 

O ambiente estava cheio de serpentinas e confetes, lembrando as antigas festas de carnaval, tudo bem colorido. Nas mesas foram colocadas garrafas de vinho estilizadas com poemas, a brincadeira era “se embriagar de poesia”, “um vinho e um verso”, teve gente que se inspirou, lá mesmo, enquanto ouvia e assistia, a fazer uma poesia. A chuva esfriou o tempo, mas não atrapalhou o calor das palavras que esquentavam o local, além disso, outros artistas improvisaram sons e canções. Embriagados de inspiração, assim que ficou a marcada a noite.
Fotos e Texto por Neila A.A.

Hello world!

Quem somos

O Coletivo Cultura e Arte Organizando o Social – C.A.O.S. é um ponto de rede do Circuito Fora do Eixo, uma rede de coletivos que atua como multiplicador da cultura, e não apenas no fomento, mas também no estímulo à formação de seus agentes culturais. Essa rede de cultura livre, concebida por produtores culturais, nas regiões centro-oeste, norte e sul do país, estimulam a circulação de bandas, o intercâmbio de tecnologia de produção e o escoamento de produtos nessa rota.

Circuito Fora do Eixo

O Circuito esta em rede com todas as regiões do Brasil, e em alguns países da América Central. Debatendo políticas públicas para a cultura, tecnologias de gestão, formação livre, cultura digital, políticas de rede, economia criativa solidária, e várias outras questões que surgem.

O Coletivo

 Após 3 anos luta de e trabalho, foi possível a estruturação de um local de trabalho para os agentes culturais do coletivo, que é chamado de Casa Fora do Eixo Rondônia. A casa atua dentro de várias frentes, que são o Partido da Cultura – PCULT, Universidade Livre – UNIFDE, Música – MúsicaFdE, Poéticas Visuais, Literatura –FEL, Clube de Cinema – CDC, Moeda solidária e troca de serviços – BANCOFDE, e várias outras que estão sendo desenvolvidas.

Informação e Conhecimento Livre

Neste sábado dia 08, aconteceu a oficina audiovisual destinada aos participantes da Feira Estadual de Economia Solidária e Agroecologia, no laboratório de informática da Federação dos Portadores de Deficiência de Rondônia – FEDER. O Coletivo foi representado por o Marcos Nobre Júnior, ministrando a oficina de Vídeo.

Os alunos passaram por uma introdução do que é necessário para fazer um vídeo, que conforme sua finalidade tem seus métodos de produção, e em um intercâmbio de informações obtiveram resposta às dúvidas, eles aprenderam que para fazer um vídeo de qualidade é necessário passar a idéia principal, ou seja, ter um foco. Como exemplo, os alunos assistiram a vídeos, que são produzidos pelo Coletivo, feitos especialmente para WEB, que utilizam métodos mais simples e criativos, diminuindo tempo e recursos.  Após a introdução, as dúvidas foram outras, o ministrante, falou sobre os equipamentos necessários, programas de edição, e como fazer a construção de um roteiro.
Marcos desenvolveu o trabalho de forma descontraída, deixando o ambiente harmonioso, de forma que todos pudessem contribuir na oficina.

(texto e foto por Neila Collie)

Coletivo C.A.O.S – Cultura e Arte Organizando o Social

Ponto Fora do Eixo Rondônia